sexta-feira, 31 de março de 2017

CDC Cleuza Bueno é lazer domingueiro

I Love Laje no Fomento à Cultura da Periferia

No domingo, 26, o repórter cinematográfico Marcos Vellasco saiu na missão de uma pauta programada na redação do I Love Laje:

'Futebol varzeano é lazer domingueiro'. 

O Trinta, do CDC Cleuza Bueno, havia nos passado a relação dos jogos e pra lá se dirigiu nosso foco.

Ao chegar, a bola tava rolando e o Marcão viajou nos arredores do campo. 

Na pista de caminhada que leva o nome do Véio Aniba, com atenção às pessoas que circulam fora do sintético gramado.

Ele relatou o seguinte:

"Ter um lugar onde podemos descansar, respirar um ar mais puro, fazer uma caminhada e ter contato com a comunidade na periferia de São Paulo muitas vezes é difícil de encontrar.

Mas o que muita gente não sabe é que os campos de várzea também são um espaço de convivência, recreação e lazer para a comunidade.

Um lugar onde famílias vão para ter um dia divertido, ver um jogo de futebol, comer um delicioso pastel e passar um tempo longe da correria, do transito e das maldades do dia a dia.

No dia 26/03 visitamos o CDC Cleuza Bueno e vimos que a comunidade é participativa e quer preservar o espaço para novas gerações."

O I Love no Fomento à Cultura da Periferia busca dar visibilidade aos Centros Desportivos Comunitários da região do Campo Limpo.

Estão sendo visitados os CDCs: Cleuza Bueno, Jd Rosana, Martinica, Regional, SAPY, Uleromã, e o campo do Pantanal.

Temos por objetivo ressaltar a importância desses espaços como agentes de desenvolvimento social e cultural. 

O CDC Cleuza Bueno é tradição e mantém uma história rica em torno da bola que avança há mais de 50 anos. 

Funcionando diariamente e também no período noturno vale a pena conhecer as atividades lá praticadas.

Valorizar o trabalho que mantém acesa a chama da cultura varzeana é o que nos cabe através do nosso canal Futbolando.


Reportagem e edição de vídeo: Marcos Vellasco

Edição de texto: Marco Pezão 


DO CAMPO LIMPO AO SINTÉTICO 

POESIA SEM MISÉRIA

A VÁRZEA É ARTE

A VÁRZEA É VIDA

Esse projeto foi contemplado pela 1ª edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da cidade de São Paulo


quinta-feira, 30 de março de 2017

O time das Casarets segue no páreo da Libertadores de Futebol Feminino

I LOVE LAJE NO FOMENTO À CULTURA DA PERIFERIA

Placar de 2 a 2  dão um ponto para as Casarets no jogo contra Tudo a Ver, no campo do Jardim Cruzeiro, no campeonato Libertadores de Base.   

Marcela Oliveira, a auxiliar do técnico Zé Roberto, e a jogadora mais experiente das Casarets, é aqui nossa correspondente.  

Em uma das viagens do time das Casarets, bati a foto de Brenda de capuz, Adriana (a segunda), Thalita que manda um beijo e na ponta direita, Bia , que acompanhou o time a Embu Guaçu.

Agora, na viagem do último jogo, quem mandou ver na beleza de um lance inacreditável?

Adriana cobra uma falta e no rebote na barreira acerta uma bomba direto para a malha da gaiola. Um tiro certeiro de que encheu o time de esperanças!

Mas durou muito pouco a alegria... 

A seguir o juiz deu o penal cometido por Adriana e o Tudo a Ver chegou ao empate de 1 a 1...

Pressionando muito o time da casa faz um golaço por cobertura que resultou na virada: 2 a 1.

E  eis que, no segundo tempo, sem mais delongas, foi expulsa Heloísa, camisa dez, atacante das Casarets.

E o que pensa Marcela sobre isso?

"- Não foi uma expulsão justa porque palavrões entre o outro time e o juiz havia e muito...

...E quando a minha jogadora falou palavrão ele expulsou...Fica a pergunta: 

- Por que ele não expulsou as garotas do outro time que estavam xingando, falando palavrões e questionando também ele...as faltas, sua arbitragem, o juiz em si?"

E Marcela completa:

 "Antes do final do jogo, em uma cobrança de falta, Adriana bate com categoria e a bola fica viva dentro da área. Letícia aproveita a sobra e completa para o gol, decretando o empate de 2 a 2." 

E nesta foto  se pode ver a  comemoração das Casarets.

E desabafando, conclui Marcela:

"Não havia bandeirinhas...E o juiz andava dentro do campo. Era impedimento, ele não marcava, era escanteio, ele não dava, dava tiro de meta...Não era falta, ele dava e ainda cartão amarelo...

...A arbitragem prejudicou muito a partida, mas graças a Deus, as minhas guerreiras aí conseguiram arrancar um empate na partida...Fomos prejudicadas, mas poderia ter sido pior."

De fato, as Casarets não entregam os pontos. E Kayani registra o que é a dedicação das meninas nesse treino ontem no campo do Uleromã... 

O time segue com garra, como se pode ver no quadro de classificação e agora, no domingo 02,  às 15h30, enfrentará  o Luvence, primeiro lugar da Chave C. 

Vamos lá, Casarets!

                        Reportagem de Alai Diniz colaboração de Marcela Oliveira, Natália Veloso e Kayani Gomes. 

DO CAMPO LIMPO AO SINTÉTICO: 

POESIA SEM MISÉRIA

A VÁRZEA É ARTE

A VÁRZEA É VIDA

PARTICIPE!

Esse projeto foi contemplado pela 1ª edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da cidade de São Paulo





A zebra tava solta no Torneio da Amizade

I LOVE LAJE NO FOMENTO À CULTURA DA PERIFERIA

A 7ª rodada do Torneio da Amizade, domingo, 25, no CDC Jd Rosana...

...teve inicio com uma goleada do São Paulino por 4 a 2, com Luiz Carlos e Damião fazendo dois gols cada... 

...sobre o Moleke Travesso, que, apesar de sair na frente, foi surpreendido pelo adversário.

 Na segunda partida, o Esperança teve um primeiro tempo complicado, de placar zerado. 

Mas na 2ª etapa o time deslanchou com o brilho do artilheiro Lucas, que marcou três vezes.

Renê completou a goleada.

Derrotado, o Sem Saída, campeão em 2013, não consegue mais a classificação à segunda fase do Torneio...

O terceiro jogo domingueiro acolheu o clássico da rodada.

O CAV surpreendeu o adversário com muita raça e determinação...

garantindo sua continuidade no Torneio depois de cravar de 2 a 0 no placar, com gols de Balotelli marcando um golaço...

...e Renatinho, em situação de impedimento, completando o resultado.

 O Jerivá tropeçou e sua classificação corre perigo...

Fechando a rodada, o Sport Bahia Brasil, mesmo eliminado da competição, com o gol de José Jailson, bateu...

...o badalado Biluket's por 1 a 0,  tirando sua chance de seguir adiante.

RESULTADOS DA 7ª RODADA


CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL


DESTAQUES DA RODADA

O veteranos Cherré, ainda em forma, defende o Sem Saída com muita honra...

O zagueiro do Jd Jeriva reclama de impedimento no gol do CAV...

Dudu, centroavante do Veteranos Simão, mantendo a forma física no CDC Jd Rosana...

O garoto e a bola tem uma história. 

O olhar interessado assiste ao pai, o goleiro Neguinho, fechando gol na partida em que o Sport Brasil venceu o Biluket's por 1 a 0.

Lucas, artilheiro do Esperança, assinala 3 gols gols na vitória do seu time.

Os manos Balottelis. Um joga no Jerivá e outro no CAV.

Adversários em campo e maior respeito fora dele!

Osmar, zagueiraço e maior gente, 50 anos de várzea! Derley, presidente do CDC Jd Rosana, e Tiano, diretor do Clube Atlético Vale das Virtudes.

Parabéns à torcida do Biluket's pelo apoio ao seu time...

O REPÓRTER FAVELA TÁ NA ÁREA

Confira as entrevistas e o tira teima no gol do CAV. 

Impedido ou não?

O Repórter Favela já antecipou:

- Depois dessa, o bandeira vai pra geladeira!


Reportagem e fotos: Richard Favela Rodrigues

Edição de texto e fotos: Marco Pezão

Edição de vídeo: Marcos Vellasco



DO CAMPO LIMPO AO SINTÉTICO 

POESIA SEM MISÉRIA

A VÁRZEA É ARTE

A VÁRZEA É VIDA

Esse projeto foi contemplado pela 1ª edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da cidade de São Paulo



segunda-feira, 27 de março de 2017

Handebol feminino tem espaço no SAPY

I LOVE LAJE NO FOMENTO DA CULTURA À CULTURA DA PERIFERIA

Descobrir uma foto histórica do Parque Ypê como esta no salão do Centro Desportivo Comunitário SAPY, clicada em meados de 1967...

...assegura à equipe do I love Laje, em sua primeira visita a este CDC, domingo, 26, que está no caminho certo...

...o de registrar a memória da região do Campo Limpo a partir do futebol varzeano.

O projeto "Do Campo Limpo ao Sintético: Poesia Sem Miséria", contemplado no edital de Fomento à Cultura da Periferia...

...além do Espaço de Convivência Cultural,  sito à Rua Martinho Vaz de Barros, 27, Vila Pirajussara...

...tem como meta a realização de um documentário; um livro e uma peça teatral, oferecendo à juventude oficinas de poesia, teatro, audiovisual, clube de leitura e saraus. 

Uma das formações do time do SAPY, Sociedade Amigos do Parque Ypê, exposta em seu mural, relembra quando o campo era de terra... 

O SAPY é um espaço tradicional de encontro do futebol varzeano do Campo Limpo...

E hoje uma nova Diretoria formada pelo Presidente Walace, o secretário Marco Rogério, o tesoureiro Murilo e Conselho Fiscal, William  do Barcelona...

...tem por objetivo resgatar a identidade do clube.  

Pedindo licença pra chegar a essa grande história, que começa a ser contada agora...

 ...O conselheiro Videira nos recebe com simpatia. 

Acima uma mostra dos troféus que evidenciam uma longa caminhada. 

À beira do campo, um momento de descontração domingueira. 

Ao Jesse, o segundo à direita, que abriu a conversa no SAPY, nosso abraço!

Muita emoção com a bola rolando...

Papo e amizade, a várzea é agregadora!

Ao lado de Marco Pezão, Videira comenta:

" Este é um ano importante de trabalho pra nós. Vamos resgatar nossas origens, ampliar a convivência social.

Aos domingos, agora, temos os quadros do Parados, do Masters, Veteranos e o Esporte.

Durante a semana, de terça-feira à sábado, temos a Escolinha de Futebol em parceria com o Audax.

Ao todo, usufruem do campo, nos finais de semana, 14 equipes entre o SAPY e locatários" 

E qual não foi a nossa grande surpresa ao encontrar essa foto estampada na parede da sede?

A de uma equipe feminina de handebol, campeã em 2011 no Jogos da Cidade?

"A minha experiência partiu da escola Ademar de Barros onde havia uma professora que nos estimulava a praticar o handebol...

e que por não ter espaço físico, usamos a quadra do condomínio e fomos pegando gosto. 

Em 1978, fizemos parceria com o SAPY, e com a construção do ginásio de esportes unimos o útil ao agradável." 

Quem nos conta são as fundadoras Sonia e Eliane que aparecem na foto do time campeão e que continuam praticando e incentivando os novos quadros.   

Domingo é dia de treino sob a direção de outra veterana Ivani, de camiseta branca. O grupo todo é formado por trinta atletas. 

O ginásio de esportes agrega escolinha de futsal, jogos, além do handebol feminino. 

Arremesso durante treinamento...

Bolinha na rede é gol...

Fazendo parte do coletivo, a muralha testa a habilidade das meninas.

O SAPY, em abril, comemora quarenta e nove anos de existência...

...e do terrão ao sintético, da foto preto e branco à colorida, muita história a ser contada...
                                    
       Reportagem de Marco Pezão e Alai Diniz 

DO CAMPO LIMPO AO SINTÉTICO

POESIA SEM MISÉRIA 

A VÁRZEA É ARTE

A VÁRZEA É VIDA

PARTICIPE!

Esse projeto foi contemplado pela 1ª edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da cidade de São Paulo


quinta-feira, 23 de março de 2017

Casarets enfrenta Tudo a Ver fora de casa

I LOVE LAJE NO FOMENTO À CULTURA DA PERIFERIA 

Após um jogo histórico entre Família Casarão e  Forte Apache com uns golaços que resultou em um empate de 3 a 3...

O episódio  a se lamentar é que alguns torcedores inflamados soltaram algumas bombas na arquibancada...

Além do incômodo geral,  a  consequência foi que as Casarets perderam o mando de campo. 

Se a torcida usa buzina, batuque ou canta estimula o time, já as bombas têm um efeito agressivo e nada acrescenta, além de gerar um clima de insegurança.

As  Casarets  continuam no páreo, em quarto lugar, com oito pontos ganhos...

 ...e têm pela frente o Tudo a Ver que está apenas com um ponto de diferença e deseja a vitória para entrar na zona de classificação.

 O jogão vai acontecer no domingo, dia 26 de março, no campo do Jardim Cruzeiro, às 14h30. 

É certo que o futebol feminino de várzea carece de um tanto de incentivo, algum financiamento e muita flexibilidade dos CDCs pra emplacar na quebrada...

 No entanto o que não falta é talento, energia e força de vontade...

Vamos lá Casarets, mostrar que nessa Taça Libertadores de Base ficará marcado o nome da Família Casarão.

Tamo junto, meninas! 

       Reportagem de Alai Diniz com colaboração de  Natália Veloso


DO CAMPO LIMPO AO SINTÉTICO: 

POESIA SEM MISÉRIA

A VÁRZEA É ARTE

A VÁRZEA É VIDA

PARTICIPE!

Esse projeto foi contemplado pela 1ª edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da cidade de São Paulo