sábado, 29 de abril de 2017

SAPY completa 49 anos de uma história bacana

I LOVE LAJE NO FOMENTO À CULTURA DA PERIFERIA

A família SAPY esteve presente no domingo, 23, no CDC Pq Ipê, para comemorar os 49 anos de fundação da entidade que deu origem a essa valorosa agremiação da várzea zona sul.

A árvore à esquerda da escadaria de entrada chama-se pau ferro e foi plantada pelo fundador e então jardineiro Manezinho, simbolizando a resistência varzeana protagonizada pelo SAPY.

O repórter Marco Pezão, na missão, ao lado do Manezinho e o Jair, ambos responsáveis pela criação e manutenção desse espaço durante décadas... 

Em campo, o festival comemorativo começou com o futebol social da comunidade. 

Quando cheguei já tava no final, mas cliquei o Videira no momento do arremate do seu segundo gol marcado na partida.

A domingueira varzeana aqui no CDC Pq Ipê começa às 7h da matina.

O aniversariante SAPY Masters deu sequência a programação...

E enfrentou o Cruzeiro, do Embu das Artes,

Enquanto isso, o Serginho Poeta, que tinha feito um golaço no jogo da comunidade, declamou um poema para o Poesia Sem Miséria no Ar...

Jair e Manezinho dão o duplo pontapé inicial. Amizade que ultrapassou as quatro linhas do campo. 

Com a categoria costumeira, o cruzeirense Morota domina no peito e conversa com a menina... 

 Na equipe do SAPY, de mesma linhagem, o Pelé pede calma...

 Marco, meu xará, ajeita com estilo...

Diego foi quem abriu o placar para o SAPY, e incomodou o adversário com seus disparos...

Aos poucos, o Cruzeiro se acertou em campo e passou a ameaçar.

Nessa defesa, o goleiro Edson tirou com o pé...

A pressão continuou e Ricardo aproveitou o rebote de um cruzamento pra guardar na rede: 1 a 1...

Veio a segunda etapa e time visitante sentiu-se em casa. 

Cruzamento da esquerda e Carlão aplica o cabeceio...

Focando e tirando do goleiro Edson...

Com direção ao canto, pra ninar na malha...

O gol merece a vibração: 2 a 1.

E o árbitro Jurandir Madruga foi pego pelo nosso tira-teima...

Morota, de posse da bola, dá o passe medido às costas do zagueiro...

Carlão, em posição regular, a meu ver...

Se projeta para emendar ao gol, que foi invalidado pelo árbitro Madruga acusando impedimento. 

Mas o Cruzeiro consolidou a virada em jogada pela direita.

O camisa 83 é o Nivaldo, que também é técnico mantenedor do time. 

Ele entrou na peleja e tava no lugar certo pra receber a bola...

 E então com o gol vazio a sua frente...

Fez o que mais desejava...

Fotografado gol para mostrar para a vovó e os netinhos...

Na sequência das disputas, o Veteranos SAPY...

 ...venceu o União de Amigos, do Pq do Engenho, por 3 a 1, com gols de Diego, Igor e Gleidson...

Rapaziada do Cruzeiro curtindo o domingo no Parque Ipê...

O SAPY é aglutinador e o Centro Desportivo Comunitário PQ Ipê tem função social importante em nossa região...

Denilson, o churrasqueiro, e Sonia, no apoio, para que todos fiquem a pampa...

Em meio aos cumprimentos, Manezinho, de boné, entre os netos que formam a nova geração SAPY...

Esse é o esporte do SAPY, o 1º quadro, que fez ótima partida...

IVO, O MONSTRO DO JOGO,
FALA À REPORTAGEM:



...e goleou o Pingados pelo placar de 5 a 1.

Na cantina, o Daniel Jeová, Angélica e Júlio atendem a todos na maior simpatia...

Pelo número de cliques e pessoas registradas percebe-se o valor da cultura varzeana em seus encontros domingueiros...

Na foto, sentado, o Gleidson, que marcou na vitória do Veteranos SAPY, e o pai Zé Hilton, em pé, primeiro a direita, que ainda desfila categoria no sintético. 

Terrão ou gramado sintético? Há quem prefira o campo de terra batida, mas a geração carpete aprova...

O time coirmão do SAPY, o Sempre Nóis venceu por 3 a 2...

...o Jeito Moleque, do Jd Catanduva.

E, fechando o festivo dia, uma ótima novidade. 

O futebol feminino entre as meninas do SAPY e as Casaretes.

Foi uma atração a parte. Surpreendeu na qualidade de algumas jogadoras, e pela garra coletiva...

Um empate de 2 a 2 com direito a golaço e decisão do troféu nos penais.

É o que vc vai conferir na próxima reportagem.

Grandioso SAPY. 

Que os caminhos do entendimento acompanhem sua trajetória. A várzea zona sul o parabeniza e agradece!

Vida longa!

Reportagem e fotos: Marco Pezão

DO CAMPO LIMPO AO SINTÉTICO: 

POESIA SEM MISÉRIA

A VÁRZEA É ARTE

A VÁRZEA É VIDA

PARTICIPE!

Esse projeto foi contemplado pela 1ª edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da cidade de São Paulo